Onde está o Rock, hein, Rio?

Rock in Rio

Apesar de Elvis Presley,  Bill Haley & His Comets, Jimmy Preston e outros nomes importantes para a criação do estilo, precisamos convir que quando se pensa em Rock And Roll, imaginamos caras de mau, cabelos compridos, roupa preta e guitarras estridentes, não é mesmo? E dentre as ramificações do chamado Rock, quem melhor representa essa definição é a galera do Heavy Metal. Como pensar no estilo e não lembrar de bandas como  Led ZeppelinDeep PurpleBlack Sabbath,  Motörhead, Metallica e – óbvio – Iron Maiden?

Ao longo dos anos vimos o Rock nascer e criar ramificações. Punk Rock, Rock Melódico, Trash Rock, Grunge e tantos outros vêm, fazem sucesso e vão embora. Mas o Heavy Metal sempre esteve lá. Ozzy Osbourne, Metallica e Iron Maiden são exemplos de representantes do Metal que se reinventaram visualmente para acompanhar os novos tempos, mas mantiveram a raiz do que há de melhor no seguimento musical.

Com o tempo grandes festivais foram criados para celebrar o estilo. Reunindo diversas tribos de jovens à não tão jovens assim. Todos com suas roupas predominantemente negras, lotando os espaços reservados para curtir em alto (bota alto nisso) e bom som o que há de melhor do rock mundial. Festivais como Rock Am Ring, na Alemanha; Reading & Leeds e Glastonbury, na Inglaterra; as norte americanas  Warped Tour e Coachella Valley Music; além do nosso Rock In Rio. Todos eventos que, independente de uma ou outra variação, sempre tiveram bandas de Heavy Metal como figurinhas carimbadas no festival. Alguns, inclusive, com dias específicos para o seguimento.

O Rock morreu?

É o caso do Rock in Rio, que sempre contou com participações lendárias como o AC/DC e o Iron Maiden em seu palco principal. Mas nesta temporada, parece que a coisa não vai ser bem assim. Apesar de ter sua participação diminuída nos últimos anos, o Metal sempre esteve presente no festival brasileiro. Só que o line-up da versão 2017, que ocorre no final do mês, não possuirá nenhum representante do estilo no Palco Mundo. E no Palco Sunset, apenas o Sepultura confirmou presença. O que está acontecendo com o Heavy Metal, a verdadeira alma do Rock?

Algumas pessoas colocam a culpa na crise financeira do país, outros na preferência nacional pelo funk ou pagode. Podemos até discutir esses pontos de vista. Mas ao meu ver, o problema vai mais além. Sem entrar muito na questão de que o Rock in Rio se tornou um evento para estrelinhas da mídia fazerem pose de rebeldes e descoladas, um festival que traz o vocábulo “rock” em seu nome não pode de forma algum se furtar a ter participações de bandas de Metal. Por mais comercial que o mundo da música e do entretenimento seja, certas leis são irrevogáveis. E um festival de rock sem Heavy Metal, não pode assim ser chamado. Então, sem dúvida, o Senhor Medina, organizador e presidente do Rock in Rio, deveria desde já mudar o nome do festival para Funk in Rio, Pagode in Rio ou, quem sabe, Pop in Rio. Seria mais condizente com a proposta.

Compartilhe

Deixe seu Comentário